Feed - Terceira Idade Praia Grande Fórum - Terceira Idade Praia Grande Facebook - Terceira Idade Praia Grande
Twitter - Terceira Idade Praia Grande Google+ - Terceira Idade Praia Grande Skype - terceiraidadepraiagrande
Blogger Terceira Idade Praia Grande

Mensagens

  • Follow Me on Pinterest

Praia Grande – SP

  • Follow Me on Pinterest

águas litorâneas cetesb

Página 1 de 11

Maioria das praias da Baixada Santista estão próprias para banho

Aos turistas e moradores da Região, uma boa notícia: a maioria das praias da Baixada Santista estão recomendadas para banho neste final de semana. O quadro de balneabilidade mudou, de acordo com o período de medição da Cetesb, e apenas 20 das 67 praias estão impróprias, ou seja, 29%.

Até a última terça-feira, o percentual de praias impróprias era bem maior, 58% estavam com a bandeira vermelha em oito municípios da Região, sem contar o Rio Perequê, em Cubatão. Com a mudança do período de amostragem, que é realizado de cinco em cinco semanas pela Cetesb, as bandeiras verdes tomaram mais espaço, informando boas condições para banho.

Os municípios com as piores condições para banho são Praia Grande, com sete de suas 12 praias impróprias, e São Vicente, com outras cinco não recomendadas para banho.

Guarujá hasteia apenas uma bandeira vermelha, enquanto Itanhaém tem quatro praias impróprias e Peruíbe, três. Já Santos, Bertioga e Mongaguá têm bandeiras verdes em todas as praias.

A gerente do setor de águas litorâneas da Cetesb, a bióloga Claudia Lamparelli explica que a condição da água para banho muda de acordo com dois fatores: quantidade de chuvas e número de turistas na Região, durante o período de amostragem.

Segundo Claudia, a propriedade da água é classificada a partir da quantidade de bactérias fecais, que mais se acumulam no período de muitas chuvas e número maior de pessoas frequentando as praias. “Dois fatores muito comuns no verão. Durante janeiro e fevereiro, a região da Baixada Santista é afetada por muita chuva e frequentada por uma quantidade grande de turistas, por isso é comum as praias permanecerem impróprias para banho”, explica.

A bióloga conta que durante o outono e inverno, quando há menos incidência de chuvas, as praias permanecem quase que em todo o período próprias. “Quando há mais chuvas, como no verão, a água lava o solo e o curso d’água termina nas praias, aumentando o nível de bactérias fecais”.

Para consultar o mapa de qualidade das praias, para consulta das condições para banho por município, é só acessar o site da Cetesb: http://www.cetesb.sp.gov.br/Qualidade-da-Praia.

Fonte

Página 1 de 11