Feed - Terceira Idade Praia Grande Fórum - Terceira Idade Praia Grande Facebook - Terceira Idade Praia Grande
Twitter - Terceira Idade Praia Grande Google+ - Terceira Idade Praia Grande Skype - terceiraidadepraiagrande
Blogger Terceira Idade Praia Grande

Mensagens

  • Follow Me on Pinterest

Praia Grande – SP

  • Follow Me on Pinterest

Turismo

Turismo para a terceira idade de Praia Grande – SP

Página 1 de 41234

Shoppings da Baixada Santista devem abrir mais de 2 mil vagas temporárias

Aqueles que buscam uma chance no mercado de trabalho devem ficar de olho nas vagas disponíveis no comércio neste final de ano.
Natal Praia Grande
Nas lojas dos shopping centers da Baixada Santista, por exemplo, mais de 2,3 mil empregos temporários devem ser abertos, a maioria para caixas, balconistas e vendedores. Em alguns casos, a possibilidade de efetivação é real.
Litoral Plaza Shopping
Grande parte das oportunidades está concentrada no Litoral Plaza Shopping, Avenida Ayrton Senna da Silva, 1511, em Praia Grande. Lá, estima-se que mais de 1.150 trabalhadores temporários irão reforçar o time de colaboradores de mais de 170 das 220 lojas até o fim da temporada de verão. A perspectiva, revelada após um levantamento realizado junto às operações do empreendimento, apontou que a média de contratação será de sete temporários por loja.

As funções mais procuradas durante este período são balconistas, caixas, empacotadores, fiscais de loja, repositores e estoquistas. Ano passado, cerca de 23% dos contratados foram efetivados após a temporada de fim de ano.

Entre os meses de julho e setembro, mais de 740 currículos já foram cadastrados no site. Para auxiliar no processo de seleção de novos colaboradores, os lojistas têm acesso ao banco ao banco com todos os currículos devidamente cadastrados no site.
Praiamar Shopping
No Praiamar Shopping, em Santos, as lojas contam um acréscimo de 20% a 30 % em seu quadro, variando conforme o segmento em que atuam. Isso representa, em números absolutos, algo em torno de 450 vagas. Cada loja tem sua própria política de contratação e currículos podem ser encaminhados diretamente a elas ou deixados no balcão da administração do shopping, localizado na Rua Alexandre Martins, 80, Aparecida.

Há lojas que mantêm o efetivo extra até o término das férias, época aquecida em vendas. Outras contratam apenas para final de ano. É importante que os interessados sejam comunicativos e flexíveis quanto a horários.
Miramar Shopping
O Miramar Shopping, na Rua Euclides da Cunha, 21, Gonzaga, em Santos, informa que os interessados podem entregar os seus currículos diretamente nas lojas ou cadastrá-los no site do empreendimento, através do menu Contato. As vagas são variadas e dependem da necessidade de cada loja, pois cada uma necessita de cargos diferentes. Para este ano, serão cerca de 250 oportunidades temporárias.

A exigência depende do segmento e do contratante. Normalmente, é importante ter experiência. Os salários dependem do piso salarial de cada carreira e o contrato dura, em média, de quatro a seis meses, contemplando Natal, Férias e Carnaval.
Shopping Parque Balneário
As lojas do Shopping Parque Balneário, na Avenida Ana Costa, 549, Gonzaga, Santos, estão recebendo currículos e devem abrir aproximadamente 200 vagas. Os interessados também podem entregar seus currículos da administração do empreendimento ou enviar pelo e-mail contato@shoppingparquebalneariohotel.com.br.
Shopping Pátio Iporanga
O Shopping Pátio Iporanga espera empregar aproximadamente 120 pessoas para a temporada de fim de ano. Os currículos podem ser entregues na administração (Avenida Ana Costa, 465, Gonzaga) ou enviados para contato@shoppingpatioiporanga.com.br. O período de contratação varia de loja para loja, mas no ano passado aproximadamente 30% dos temporários foram efetivados.
Brisamar Shopping
Para o Brisamar Shopping, localizado na Rua Frei Gaspar, 365, Centro, São Vicente, a expectativa de contratação é semelhante as apontadas do Praiamar Shopping, com acréscimo médio de 20% a 30 % nos quadros das lojas, variando conforme o segmento em que atuam. Cada loja tem sua própria política de contratação e currículos podem ser encaminhados diretamente a elas ou deixados no balcão da administração do shopping.
Shopping Center La Pagle
As lojas do Shopping Center La Pagle, em Guarujá, devem contar com 150 a 200 funcionários temporários até o Carnaval de 2015. As pessoas interessadas devem entregar seus curriculos na administração do shopping, na Avenida Marechal Deodoro da Fonseca, 885, Pitangueiras.

A garçonete Lorena Sousa, que mora em Praia Grande, pretende agarrar uma dessas oportunidades. “Nunca trabalhei em emprego temporário, mas este ano irei me candidatar, pois tudo dando certo quero mudar de emprego. No momento, trabalho das 17 horas até 1h30 em uma lanchonete. Preciso de um emprego durante o dia”.

Fonte

Bertioga e Praia Grande recebem a tradicional ‘Festa da Tainha’

Eventos acontecem às sextas-feiras, sábados e domingos.
Em Praia Grande, a renda será revertida ao Fundo de Solidariedade.
Bertioga e Praia Grande recebem a tradicional 'Festa da Tainha'
A Festa da Tainha acontece, neste fim de semana, em duas cidades da Baixada Santista, no litoral de São Paulo. Em Praia Grande, o evento vai até o dia 27 de junho. Já em Bertioga, a tradicional festa acontece até o dia 4 de agosto.

Neste ano, a Festa da Tainha, em Praia Grande, tem novo endereço. O evento acontece no ‘Pavilhão de Eventos Jair Rodrigues’, no bairro Quietude. A tainha é feita na telha e vem com arroz, farofa, camarão e vinagrete. O prato serve duas pessoas e custa R$ 65.

Pavilhão de Eventos Jair Rodrigues Quietude

Espaço Alvorada, localizado em frente à Avenida Marcos Freire, junto às ruas Álvaro Silva Júnior, Savério Fittipaldi e Acácias


Toda a renda será revertida ao Fundo de Solidariedade da Cidade. A festa vai até o dia 27 de junho, sempre às sextas-feiras, das 18h às 23h30, aos sábados das 12h às 23h30, e aos domingos, das 12h às 17h30. A entrada é de graça.

Já a Festa da Tainha de Bertioga, que acontece há 37 anos, deve atrais mais de 20 mil pessoas. Os organizadores estimam que cerca de 10 toneladas de peixe sejam consumidas. O prato será servido de duas formas: tainha assada na brasa, preparada com o peixe inteiro, ou espalmada, feita com o peixe aberto.

Os dois pratos servem até três pessoas adultas. Os demais acompanhamentos, como arroz, farofa, pão e vinagrete são disponibilizados por meio do sistema self-service, no qual o visitante pode se servir à vontade.

A Festa da Tainha, em Bertioga, acontece às sextas-feiras, a partir das 20h, aos sábados, a partir das 12h, e aos domingos somente no almoço. O evento vai até o dia 4 de agosto, na Praça de Eventos, ao lado do Parque dos Tupiniquins e Forte São João.

Fonte

Aluguel por temporada no litoral aumenta até 275%

O aluguel de imóveis por temporada em janeiro no litoral de São Paulo está bem mais caro do que no mesmo período de 2013.

Aluguel por temporada no litoral aumenta até 275%

O aumento da diária chegou a 275% para casas de um dormitório em cidades do litoral norte (Ubatuba, Caraguatatuba, Ilhabela e São Sebastião), segundo pesquisa do Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo) com 26 imobiliárias de dez cidades litorâneas do Estado.

Esse tipo de imóvel era alugado por R$ 100 por dia no início de 2013. Agora, o valor está em R$ 375.
Ainda nessa região, só um entre oito tipos de imóveis em oferta caiu: o de três e quatro dormitórios, sobretudo casas, com redução da diária. O aluguel de casas de quatro dormitórios sofreu queda de pouco mais de 12%, passando de R$ 972 em janeiro do ano passado para R$ 850 neste ano.

Os aumentos foram menores no litoral central (Guarujá, Bertioga e Santos) e no litoral sul (Itanhaém, Peruíbe e Praia Grande), que apresentaram ligeiras baixas nos imóveis de três dormitórios.
Na região central, casas de quatro dormitórios também tiveram a diária reduzida em mais de 48%, passando de R$ 1.627 para R$ 834.Foi a maior queda registrada em todo o litoral.
“Há uma tendência de alinhamento dos valores de locação que tem se intensificado nos últimos anos, tornando semelhantes as diárias de imóveis de mesmo padrão”, diz José Augusto Viana Neto, presidente do Creci-SP.

Entre os fatores que levam a essa aproximação de valores, Neto cita a melhoria do urbanismo de cidades praianas, as condições de infraestrutura de hospedagem e o maior fluxo de locatários temporários.
“Cidades do litoral sul se capacitaram para receber mais visitantes, com obras de reforma e urbanização das orlas das praias. Além disso, um maior número de famílias passou a ter renda disponível para esse tipo de lazer e as cidades do litoral norte continuam atraindo um público de maior renda”, diz Neto.
Essa combinação de movimentos “se traduziu em pressão de demanda sobre o aluguel”, afirma Neto.

A pesquisa do Creci-SP aponta também que o período médio de ocupação dos imóveis varia de um a dez dias. “Mas sempre é possível negociar prazos e valores”, diz Neto.
Já o número de pessoas permitido pelos proprietários varia de acordo com o tipo de imóvel. O máximo para casas e apartamentos de um dormitório é de até cinco ocupantes, chegando a 20 nas casas com quatro dormitórios.

Fonte

Página 1 de 41234