Feed - Terceira Idade Praia Grande Fórum - Terceira Idade Praia Grande Facebook - Terceira Idade Praia Grande
Twitter - Terceira Idade Praia Grande Google+ - Terceira Idade Praia Grande Skype - terceiraidadepraiagrande
Blogger Terceira Idade Praia Grande
Mensagens
  • Follow Me on Pinterest
Praia Grande – SP
  • Follow Me on Pinterest

Baixada Santista, vendas de imóveis usados e locação crescem por segundo mês seguido

As vendas de imóveis residenciais usados e a locação de casas e apartamentos tiveram um primeiro bimestre de ouro no Estado de São Paulo.
Baixada Santista, vendas de imóveis usados e locação crescem por segundo mês seguido
Depois de fecharem janeiro com crescimento de 9,4% e 28,48%, respectivamente, sobre dezembro de 2013, as vendas registraram em fevereiro alta de 43,25% e a locação deu novo salto, de 37,47%.

Das 1.255 imobiliárias consultadas pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (Creci-SP) 72,27% consideraram os resultados de fevereiro iguais ou melhores que os de janeiro. Os restantes 27,73% acharam os resultados piores que os do mês anterior.

Reflexo desse bom desempenho, os preços médios dos imóveis residenciais usados subiram 5,2% em Fevereiro segundo o Índice Crecisp, que variou de 112,8130 em janeiro para 118,6793 em fevereiro.

– É a lei da oferta e da procura; se a demanda sobe, a tendência é que os preços também subam – afirma José Augusto Viana Neto, presidente do Creci-SP.

Foram vendidos em fevereiro 52,19% do total em apartamentos e 47,81% em casas. A maioria das vendas – 56,28% – foi feita com financiamento bancário. As vendas à vista somaram 39,75% dos contratos, as vendas com financiamento dos proprietários outros 2,6%. A participação dos consórcios foi de apenas 1,37%.

Os imóveis com preço final de até R$ 300 mil foram os mais vendidos, com 62,43% dos contratos formalizados nas imobiliárias que o Creci-SP consultou em 37 cidades do Estado, incluída a Capital. Por faixa de preço, somaram 72,16% das vendas os que tinham preço médio de metro quadrado até R$ 4 mil.

Os descontos concedidos pelos proprietários sobre os preços originais de venda foram de 10,7% para os imóveis situados em bairros de áreas nobres, de 8,1% para os situados em bairros da região central e de 6,5% para aqueles localizados na periferia.

Fonte